Archive for ‘Manifesto’

23 outubro 2010

Manifesto Nacional dos 5.000

Clique na imagem para ir para o blog do manifesto.

 

23 outubro 2010

Universidades no Programa de Dilma

No trecho entre 7:44 e 9:10 do vídeo abaixo. Participações de Aloísio Teixeira e Miguel Nicolelis

 

22 outubro 2010

UNIVERSIDADES DO CEARÁ COM DILMA

Assine este manifesto cliquando aqui.

Assine também o Manifesto Nacional dos 5.000

A comunidade universitária cearense, composta por professores, servidores e estudantes, manifesta seu apoio irrestrito à candidatura Dilma Rousseff à Presidência da República pela razão que segue.

O segundo turno das eleições presidenciais põe em confronto duas visões opostas de Estado e de sua relação com a sociedade brasileira, e esta oposição é especialmente nítida no que toca a Universidade pública em nosso país. O governo FHC, que agora se repropõe através de Serra, pôs em ação um plano de retirada do Estado de sua responsabilidade constitucional com o Ensino Superior no Brasil, que levou nossas universidades a um deliberado sucateamento, pondo em risco não apenas um sistema universitário de qualidade, arduamente construído, mas também a ciência e a tecnologia em nosso país.

read more »

22 outubro 2010

Estudantes também Apoiam Dilma no 2º Turno

Fonte: http://www.une.org.br/home3/movimento_estudantil/movestudantil_-_2010/m_17946.html

“Para o sonho não virar pesadelo. Serra Não! VOTE DILMA!”

UNE e UBES lançam campanha com objetivo de impedir o retrocesso no país e a volta do projeto neoliberal de privatizações e sucateamento da educação

A característica basilar do movimento estudantil brasileiro é a sua disposição histórica em participar, como protagonista, dos principais debates e decisões nacionais, sem omissões ou negligências com o futuro do Brasil. Se no primeiro turno das eleições, quando UNE e UBES apresentaram ao país o “Projeto UNE Brasil”, havia mais de um candidato com propostas progressistas – entre eles os qualificados Marina Silva e Plínio de Arruda Sampaio – neste momento não há nenhuma dúvida. O avanço para o Brasil é Dilma Rousseff.

read more »

22 outubro 2010

Professores e Pesquisadores de Filosofia Apoiam Dilma Rousseff para a Presidência da República

Fonte e adesão ao manifesto: https://sites.google.com/site/manifestofilosofosprodilma/

Professores e pesquisadores de Filosofia, abaixo assinados, manifestamos nosso apoio à candidatura de Dilma Rousseff à Presidência da República. Seguem-se nossas razões.
Os valores de nossa Constituição exigem compromisso e responsabilidade por parte dos representantes políticos e dos intelectuais

Nesta semana completam-se vinte e dois anos de promulgação da Constituição Federal. Embora marcada por contradições de uma sociedade que recém começava a acordar da longa noite do arbítrio, ela logrou afirmar valores que animam sonhos generosos com o futuro de nosso país. Entre os objetivos da República Federativa do Brasil estão “construir uma sociedade livre, justa e solidária”, “garantir o desenvolvimento nacional”, “erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais”.

A vitalidade de nossa República depende do efetivo compromisso com tais objetivos, para além da mera adesão verbal. Por parte de nossos representantes, ele deve traduzir-se em projetos claros e ações efetivas, sujeitos à responsabilização política pelos cidadãos. Dos intelectuais, espera-se o exame racionalmente responsável desses projetos e ações.

read more »

Tags: ,
21 outubro 2010

MANIFESTO DA COMUNIDADE ACADÊMICA DA UFF

Para assinar basta enviar e-mail para uffedilma@yahoo.com.br com: Nome, função e curso/unidade.

Na terça-feira, dia 26, ato de lançamento do manifesto na galeria do ICHF, às 18h.

 

Manifesto da comunidade da Universidade Federal Fluminense

Pela continuidade das políticas de mudança na educação

A UFF É PELA MUDANÇA COM DILMA!

Nós, estudantes, técnic@s-administrativ@s administrativos e professores(as) da Universidade Federal Fluminense vimos a público divulgar nosso apoio à candidatura de Dilma Rousseff no segundo turno das eleições nacionais. É possível e aceitável formular críticas ao governo Lula, mas avaliamos que, nos oito últimos anos, houve avanços substanciais na educação pública nacional que se traduziram em mudanças significativas. Avanços e mudanças que estão ameaçados pela possibilidade de retorno de um governo psdebista. Neste momento é essencial trazer à memória e à consideração de tod@s uma comparação entre a política do governo Lula e a política do governo FHC em relação à educação pública:

8 anos FHC 8 anos Lula
Novas universidades federais Zero 14
Novos campi pelo interior Zero Mais de 100
Novas Escolas Técnicas e Institutos Federais 11 214

read more »

21 outubro 2010

MANIFESTO: A UFRN VOTA DILMA

“Somos do tecido com o qual se fazem os sonhos”. Shakespeare.

 

O Governo do Presidente Lula promoveu significativas mudanças sociais, políticas e econômicas no Brasil. Atualmente, há mais pessoas consumindo, maior dinâmica econômica e programas sociais que ampliam a cidadania. Maior distribuição de renda, aumento do poder de compra do salário mínimo, geração recorde de empregos, expansão dos investimentos em saúde e educação, crescimento do PIB e ganho de credibilidade no mercado externo são alguns dos indicadores que demonstram os avanços vividos pela nação brasileira.

Muita coisa melhorou e as mudanças são visíveis no dia-a-dia dos(das) brasileiros(as). Durante o Governo Lula, 28 milhões de pessoas saíram da miséria extrema e 36 milhões ascenderam à classe média. Isto só foi possível graças a execução de um projeto político que retomou a capacidade da ação do Estado, tornando-o capaz de intervir na economia e fazer frente aos problemas sociais.

read more »

21 outubro 2010

MANIFESTO DA PUC E UNICAMP:Porque Dilma sim, porque Serra não

Fonte: http://www.cartamaior.com.br/templates/postMostrar.cfm?blog_id=6&post_id=579

 

Os signatários deste manifesto, ligados à área de educação e de pesquisa, sentem-se no direito e no dever de tornar pública sua opção nestas eleições em favor de Dilma Roussef. São dois estilos de governo e de campanha em disputa.

Nos oito anos do governo Lula, as universidades federais obtiveram autonomia financeira, o governo promoveu uma política de contratação de professores, pesquisadores e outros funcionários efetivos por concursos públicos, aumentou os orçamentos das universidades e criou 214 Institutos Federais Tecnológicos, 13 novas universidades, 60 novos campi nas já existentes, aumentou expressivamente o número de estudantes das universidades federais e o número de bolsas de pós-graduação. E ainda, para o ensino de nível básico, o atual governo federal aprovou no Congresso Nacional o piso nacional de salário para os professores e o Fundo de Educação Básica (FUNDEB).

Serra, no governo de São Paulo, tratou os professores em greve com bomba de gás lacrimogêneo. O campus da USP foi invadido pela polícia, fato que só acontecera durante a ditadura militar. No início de seu mandato, ameaçou a autonomia das Universidades Paulistas ao tentar assumir seu controle financeiro através de decretos, só recuando por causa de intensa mobilização da comunidade. Os 19 institutos de P&D estaduais paulistas, que já tiveram papel de fundamental importância no desenvolvimento do estado, foram sucateados, e vêm perdendo sua importância nos sucessivos governos tucanos com a redução de seus quadros de funcionários e pesquisadores, com os baixos salários e o desmonte de sua infra-estrutura.

read more »

21 outubro 2010

MANIFESTO DOS PÓS-GRADUANDOS AOS ELEITORES E TODA A SOCIEDADE BRASILEIRA

Fonte: http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/7283
Pós-Graduandos das diversas universidades e institutos de pesquisa do Brasil, vimos a público testemunhar o novo momento que vive a educação, ciência e tecnologia em nosso país e a necessidade de manter esse rumo de valorização permanente do conhecimento e inovação, inaugurado no governo Lula. Consideramos importante, seguindo a tradição científica, fazer uma comparação, baseada em dados reais, sobre os últimos governos no que tange a política científica.

Fomos testemunhas de um período de oito anos do governo Fernando Henrique Cardoso, caracterizado pela fragilização da economia nacional, estagnação econômica e congelamento dos salários dos professores e das bolsas de Pós-Graduação e de Iniciação Científica. As Universidades Federais sofreram um processo de sucateamento, com desvalorização dos profissionais, ameaças aos sindicatos e redução da qualidade nas atividades acadêmicas por falta de estrutura. Chegou-se ao ponto do Governo Federal cogitar a possibilidade de cobrança de mensalidade nas Universidades Públicas Federais.

read more »

20 outubro 2010

DIÁLOGO DOS REITORES COM A NAÇÃO BRASILEIRA

Inicialmente gostaríamos de comemorar com toda a sociedade brasileira esse momento importante do exercício da cidadania que, por meio de eleições democráticas, plena liberdade de imprensa e de expressão o povo brasileiro pode escolher o seu destino, e esperamos nós, o caminho do desenvolvimento e da inclusão das parcelas mais necessitadas por meio da educação, da geração de emprego e renda com mais saúde e paz para todos.

É importante registrarmos o papel relevante que todos os partidos e candidatos que participaram deste pleito tiveram na consolidação da democracia. Igualmente importante é registrar que por opção dos eleitores temos agora no segundo turno dois candidatos absolutamente responsáveis, qualificados e com biografias de igual densidade que os fazem merecer o respeito de todos nós.

read more »

19 outubro 2010

UFMG JUSTIFICA APOIO A DILMA

A universidade e o segundo turno das eleições

*Ronaldo Tadêu Pena, **Heloisa Murgel Starling, *** Marcos Borato Viana

Fontehttp://www.ufmg.br/boletim/bol1715/2.shtml

 

Quanto mais bem informado um voto, melhor para o país. É com esse objetivo que nós, participantes da gestão da UFMG em anos recentes, nos dirigimos à comunidade da Universidade. O momento é de comparação de dois projetos para o Brasil. De um lado, Dilma Rousseff, representando a continuidade do projeto desenvolvido nos últimos anos, e de outro, José Serra, a oposição a esse projeto.

O sistema universitário público federal viveu anos difíceis no governo Fernando Henrique Cardoso. As dificuldades financeiras foram tais que, no segundo semestre de 2003, com o último orçamento da era FHC, a UFMG, pela primeira vez, viu-se obrigada a suspender o pagamento de suas contas de água e energia elétrica. Foi graças à compreensão do governador Aécio Neves que tais contas puderam ser saldadas em 2004, sem cortes no fornecimento.

read more »

19 outubro 2010

EDUCAÇÃO – O BRASIL NO RUMO CERTO

(Manifesto de Reitores das Universidades Federais à Nação Brasileira)

http://www.uftm.edu.br/upload/noticias/Manifesto_Reitores_22.9.10.pdf

Da pré-escola ao pós-doutoramento – ciclo completo educacional e acadêmico de formação das pessoas na busca pelo crescimento pessoal e profissional – consideramos que o Brasil encontrou o rumo nos últimos anos, graças a políticas, aumento orçamentário, ações e programas implementados pelo Governo Lula com a participação decisiva e direta de seus ministros, os quais reconhecemos, destacando o nome do Ministro Fernando Haddad.

Aliás, de forma mais ampla, assistimos a um crescimento muito significativo do País em vários domínios: ocorreu a redução marcante da miséria e da pobreza; promoveu-se a inclusão social de milhões de brasileiros, com a geração de empregos e renda; cresceu a autoestima da população, a confiança e a credibilidade internacional, num claro reconhecimento de que este é um País sério, solidário, de paz e de povo trabalhador. Caminhamos a passos largos para alcançar patamares mais elevados no cenário global, como uma Nação livre e soberana que não se submete aos ditames e aos interesses de países ou organizações estrangeiras.

read more »

18 outubro 2010

Miguel Nicolelis, que defende “soberania intelectual” do Brasil, anuncia apoio a Dilma Rousseff

por Luiz Carlos Azenha

Entrevistei pela primeira vez o dr. Miguel Nicolelis quando era repórter da Globo. Ele é um dos mais importantes neurocientistas do mundo. Tratamos, então, do uso de impulsos elétricos capturados no cérebro de um macaco para mover braços mecânicos, pesquisa que ele desenvolveu na Universidade de Duke, nos Estados Unidos. O potencial desse tipo de pesquisa é tremendo: permitir que paraplégicos façam movimentos com o uso de impulsos elétricos do próprio cérebro, por exemplo.

Desde então, o cientista implantou em Natal, no Rio Grande do Norte, o Instituto Internacional de Neurociência, uma parceria público-privada. E continua coletando prêmios nos Estados Unidos, alguns dos quais anunciados recentemente:

Setembro 2010
Miguel Nicolelis recebe outro prêmio científico dos Institutos Nacionais de Saúde dos E.U.A.

read more »

18 outubro 2010

MANIFESTO DE PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS EM DEFESA DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

Fonte: http://emdefesadaeducacao.wordpress.com/2010/10/15/manifesto-de-professos-universitario-em-defesa-da-educacao-publica/

 

Nós, professores universitários, consideramos um retrocesso as propostas e os métodos políticos da candidatura Serra. Seu histórico como governante preocupa todos que acreditam que os rumos do sistema educacional e a defesa de princípios democráticos são vitais ao futuro do país.

Sob seu governo, a Universidade de São Paulo foi invadida por policiais armados com metralhadoras, atirando bombas de gás lacrimogêneo. Em seu primeiro ato como governador, assinou decretos que revogavam a relativa autonomia financeira e administrativa das Universidades estaduais paulistas. Os salários dos professores da USP, Unicamp e Unesp vêm sendo sistematicamente achatados, mesmo com os recordes na arrecadação de impostos. Numa inversão da situação vigente nas últimas décadas, eles se encontram hoje em patamares menores que a remuneração dos docentes das Universidades federais.

read more »

18 outubro 2010

COMPROMISSOS COM O FUTURO DE UMA NAÇÃO CIDADÃ E SOBERANA

Manifesto dos trabalhadores das universidades públicas em apoio a Dilma Rousseff Presidente

No próximo dia 31 de outubro, nós, os trabalhadores das universidades públicas, temos um compromisso com o futuro de nossa Nação. Um compromisso que passa por votar em Dilma Rousseff, para garantir e aprofundar as conquistas dos últimos 8 anos.

Conquistas que não foram apenas para categorias funcionais ou de natureza salarial. Existiram sim como ações de respeito, reconhecimento e dignificação dos trabalhadores e foram significativas. Mas, acima de tudo, corresponderam a uma visão até há pouco não defendida e implantada no Brasil, embora a história a aguardasse por décadas e décadas. A visão de que a educação, a ciência e a tecnologia são ferramentas e essência do exercício pleno da cidadania e alicerces do desenvolvimento de uma Nação Soberana.

read more »

%d blogueiros gostam disto: